Liderança

Publicado em: 21/08/2017
Créditos: RH Norsul

Liderança

Conduzir a liderança de uma equipe é uma prova e tanto para a inteligência emocional. É preciso manejar uma carga muito maior de pressões e expectativas, para não falar no desafio de conquistar a confiança da equipe e aplacar suas próprias inseguranças.

Nesse difícil processo, o cinema não deve ser descartado como fonte de inspiração e aprendizado. Afinal, os filmes têm o poder de mobilizar emoções, desencadear reflexões profundas sobre as relações humanas e facilitar o autoconhecimento.

Trazemos nesta edição sete filmes que são verdadeiras lições sobre liderança. Confira:

  1. Gênio Indomável – coaching

 

Will (Matt Damon), um jovem com uma mente brilhante, trabalha como faxineiro em uma universidade. Quando o professor Gerald Lambeau (Stellan Skarsgård) descobre o talento oculto do rapaz, decide ajudá-lo a aprimorar suas habilidades matemáticas. O garoto, por sua vez, não quer saber de faculdade. Até o dia em que, após agredir um conhecido, aceita uma oferta feita pelo professor para se livrar da sentença recebida. A fiança é paga e, em troca, Will tem de fazer terapia e ter aulas de matemática. Nesse momento, surge o líder da trama: o psicólogo Sean Maguire (Robin Williams). Por meio de um processo de coaching, o terapeuta busca desenvolver o aspecto emocional do rapaz – uma tarefa árdua.

Se fizermos uma analogia ao mundo corporativo, o filme mostra maneiras de lidar com funcionários difíceis: pacientemente, com uma escuta atenta às suas insatisfações e capacidade para respondê-las.

 

  1. Nise: o coração da loucura – empatia

 

Baseado em uma história real, o filme tem como protagonista Nise (Gloria Pires), psiquiatra que trabalha em um hospital num subúrbio do Rio de Janeiro. Contra as técnicas brutais testadas pela psiquiatria naquele período – como eletrochoque e lobotomia –, Nise busca acalmar seus pacientes com a arte. Dentro do hospital, ela abre um ateliê e, durante as sessões, deixa os pacientes livres para se expressar. A beleza das obras e o resultado positivo da terapia fazem com que os quadros ultrapassem os muros da clínica e sejam expostos no Museu de Imagens do Consciente, fundado para essa iniciativa.

A empatia, sem dúvidas, é uma característica marcante da personagem. Sem ela, a “líder” do enredo não teria entrado para a história.

 

  1. Duelo de Titãs: valorização da diversidade

 

Em um contexto marcado pela segregação racial, um colégio em Virgínia, nos Estados Unidos, passa a colocar brancos e negros na mesma sala de aula. O fato de um negro (Denzel Washington) ser contratado como técnico do time de futebol americano aguça ainda mais as questões raciais do período. Os dilemas sociais se somam às dificuldades naturais de um time de futebol – necessárias para que haja evolução dos integrantes da equipe, assim como acontece em ambientes corporativos.

A história traz uma lição de liderança: bons gestores sabem valorizar os diferentes perfis de sua equipe e potencializam as habilidades de cada um. Fazem com que a diferença seja gatilho para a união, não para a segregação.

 

  1. Invictus: trabalho em equipe

 

O filme mostra o recém-eleito presidente Nelson Mandela apoiando o time de rúgbi do país, em meio à divisão provocada pelo processo de apartheid. Através do esporte, Mandela e o capitão da equipe sul-africana Francois Pienaar, juntam forças para unir um país novamente.

Em relação à liderança, ele mostra o poder do trabalho em equipe, tanto entre o presidente e o técnico, quanto entre os jogadores, além de exprimir claramente o quão importante seria a inteligência emocional para criar um grupo unido, de resultados e com sucesso.

 

  1. Gravidade: proatividade, inteligência emocional e planejamento

 

Longa-metragem que traz a astronauta Ryan Stone e seu companheiro Matt Kowalski em uma missão espacial que acaba dando errado. Sozinha e sem muitos recursos, Ryan precisa manter a calma para conseguir voltar ao planeta Terra.

Embora não haja uma equipe no filme, ele é inspirador do ponto de vida da liderança porque mostra a importância de agir de maneira proativa e de estar sempre pronto para lidar com imprevistos e situações controversas. Nesse sentido, inclusive, a inteligência emocional se mostra indispensável para que um bom planejamento tenha chance de sucesso.

 

  1. A Rede Social: visão estratégica, networking e senso de oportunidade

 

Quer saber como começou o Facebook? Assista “A rede social”. O que era uma simples brincadeira de universitários tornou-se uma das maiores empresas do mundo. Muitas lições de empreendedorismo, como: visão estratégica, networking e senso de oportunidade.

 

  1. Walt antes do Mickey: gestão em meio a constantes crises

 

Um filme surpreendente! Conta a trajetória cheia de altos e baixos de Walt Disney até a criação do seu maior sucesso: Mickey Mouse.

Fantásticas lições sobre empreendedorismo e liderança, reforçando a importância de saber superar as dificuldades e gerir pessoas em meio a constantes crises. Depois deste filme você terá muita inspiração para persistir em seus projetos.