NORSUL desenvolve projeto de preservação de baleias jubarte

Publicado em: 25/07/2019
Créditos: NOTÍCIA

Crédito da foto: Instituto Baleia Jubarte

Há cerca de 17 anos, a NORSUL desenvolve, em parceria com o Instituto Baleia Jubarte (IBJ), um projeto de preservação que busca as melhores alternativas para reduzir os riscos de atropelamento dessa espécie no seu principal berçário, a região do Parque dos Abrolhos, no litoral baiano.

 

A ação de conservação das baleias jubarte tem resultados totalmente positivos, uma vez que a população desses animais cresceu expressivamente neste período. Inclusive por conta do aumento da população, elas já estão começando a aparecer na costa brasileira em junho, um mês antes do que era comum anos atrás.

 

Para o Coordenador de pesquisa do Projeto Baleia Jubarte, Milton Marcondes,  a parceria é extremamente positiva, ainda mais por ser desenvolvida espontaneamente.

 

“Mostra uma responsabilidade em termos de fazer a operação com maior segurança tanto para a navegação quanto para a baleia. Ela abre canal de diálogo, mostra um amadurecimento de relações entre navegação e preservação para minimizar os riscos de acidente. Sempre que temos condições, levamos de exemplo também para outros setores produtivos”, diz.

 

O Gerente da NORSUL Marcos Cid de Araújo explica que a empresa muda o trajeto das embarcações no local na temporada de reprodução das baleias, de acordo com um mapa de densidade da presença delas estabelecido pelo IBJ.

 

“Temos o nosso trajeto fixo lá, a chamada derrota. Mas na época das baleias, mudamos. Não fazemos mais o trajeto em linha reta, mas sim mais próximo à costa, onde a água é mais turva e onde a baleia não chega”, diz.

 

Araújo conta também que em 2018, a empresa ofereceu um treinamento massivo, ministrado pela equipe técnica do Instituto, para quem navega  em regiões onde há concentração dos cetáceos. “Treinamos toda a frota, todos os comandantes e toda a tripulação para entender o comportamento das baleias, para entender o desvio que fazemos”. 

 

Todos os anos, um biólogo do IBJ fica a bordo de uma das embarcações da NORSUL na temporada de reprodução. Neste período, são realizados estudos, os animais são identificados e têm seu comportamento analisado individualmente.

 

Reconhecimento internacional

 

O projeto foi case de destaque em sustentabilidade apresentado pelo embaixador da Representação Permanente do Brasil junto a Organismos Internacionais (Rebraslon) em Londres, Hermano Telles Ribeiro na 67ª reunião anual de Membros da IWC (International Whaling Commission), em setembro de 2018, em Florianópolis. O fórum é o único reconhecido pela Organização das Nações Unidas (ONU).

 

Temporada das baleias

 

Todos os anos, entre junho/julho e novembro, as baleias jubarte se deslocam das ilhas Geórgia do Sul e Sandwich do Sul, por aproximadamente 4.500 quilômetros, para se acasalar, dar à luz e amamentar seus filhotes aqui no Brasil. Segundo levantamentos do IBJ, a população da espécie cresceu cerca de 10,8% ao ano de 2002 a 2015. A presença da grande maioria delas foi vista na área que abrange o litoral sul da Bahia ao norte do Espírito Santo.